FAQ

Perguntas Frequentes

1. Qual a diferença entre Semijoia e Bijuteria?

Semijoia contém uma base metálica constituída majoritariamente de Cobre e Zinco (latão), e a essa liga metálica é acrescentado algum Metal Nobre (Ouro, Ródio, Prata), daí dizer-se que a semijoia é folheada ou banhada.


Bijuteria contém apenas essa base metálica de Cobre e Zinco (latão) sem nenhum "banho" de metal Nobre. 

É comum que as bijuterias ganhem um verniz de tinta dourada/prateada imitando Ouro/Ródio. Em razão disso, oxidam muito facilmente, uma vez que o material com que são feitas não é dos mais resistentes. 

2. Qual a diferença entre Banhado e Folheado?

Uma semijoia folheada/banhada é uma peça que passou por um processo para receber algum Metal Nobre – Ouro, Prata ou Ródio.

A Folheação é um tipo de processo e o Banho e outro.


FOLHEAÇÃO: uma camada de metal nobre é aplicada, e essa camada é comprimida até aderir bem ao acessório. Porém, por ser um processo dificultoso e que demanda tempo, as fábricas de semijoias passaram a substituí-lo pelo banho.

BANHO: processo no qual as peças são inicialmente mergulhadas em uma solução de sais e metal nobre. Depois disso elas passam por um processo eletroquímico (a galvanoplastia), que garante a qualidade da semijoia. 

É o processo da galvanoplastia que faz com que a peça tenha o aspecto semelhante ao de uma joia maciça, e é importante lembrar que havendo os devidos cuidados a semijoia seguirá intacta por muitos e muitos anos.


Fonte: Empresa fabricante de Semijoias Zarpellon

3. Qual a classificação dos milésimos no processo de Banho?

Os milésimos correspondem a quantidade de metal nobre no acabamento da peça. Esta quantidade varia de peça para peça.

Semijoias com maior risco de atrito, ou avaria, possuem mais milésimos na sua composição. 

Por exemplo: ANÉIS, que são retirados, ou não, durante algumas atividades, estão sujeitos a danos e riscos a todo momento, logo, recebem mais milésimos. 

Já COLARES e BRINCOS, que ficam frequentemente mais fixos, correm menos risco de atritos, por isso, normalmente, recebem menos milésimos que os anéis. 


TABELA DE CLASSIFICAÇÃO:

  • 1 a 2 milésimos – baixa durabilidade

  • 3 a 4 milésimos – boa durabilidade

  • 5 a 7 milésimos – ótima durabilidade

  • 8 a 10 milésimos – excelente durabilidade


Fonte: Fabricante de Semijoias Santa Prata

4. Posso molhar minha Semijoia?

O problema não é o ato de "molhar", o problema real é o tipo de água.

Tipo de Água adequada: A água pura, especialmente a morna - entre 30°C e 40°C. 

No entanto, água contendo cloro (como água de piscina) ou água salgada (como a do mar, ou suor) pode acelerar o desgaste do banho de Ouro, Ródio ou Prata.

Outro fator importante são os milésimos do Banho. Uma peça com 10 milésimos é mais resistente que uma de 5 ou 3 milésimos, por exemplo.


__________________________________________________________________

Ouro, Ródio e Prata são metais ultrarresistentes à oxidação quando em contato com a água, porém o Cobre o o Zinco oxidam facilmente.

Sendo assim, os cuidados com as semijoias são para preservar seus revestimentos (Banho/Folheação) de Ouro, Ródio ou Prata.

Não tem problema limpar a peça usando água e sabão neutro, no entanto, é importante prestar atenção a:

-- Quantidade de sabão - indicação: 3 gotas a cada 200ml;

-- Temperatura da água - indicação: entre 30°C e 40°C;

-- Tempo em que fica submersa na água - indicação: no máximo 5 minutos.

__________________________________________________________________


Situações no banho que requerem atenção:

  1. Reações Químicas: exposição a substâncias químicas presentes em sabonetes, xampus, condicionadores e outros produtos de higiene pessoal pode reagir com os metais da peça, causando desgaste e escurecimento ao longo do tempo;

  2. Fricção: O atrito causado pelo contato da semijoia com a pele e com a água durante banhos pode desgastar o revestimento de metal precioso, contribuindo assim para o seu escurecimento;

  3. Acúmulo de Resíduos: Resíduos de produtos de higiene pessoal, suor e óleos naturais da pele podem acumular-se na semijoia durante o banho, contribuindo para o seu escurecimento ao longo do tempo.

5. Qual a diferença entre Prata e Ródio?

Embora ambos sejam metais nobres, há diferenças: 

1. NA EXTRAÇÃO:

Enquanto a Prata é encontrada em depósitos minerais e pode ser extraída diretamente da terra, o Ródio é geralmente obtido como um subproduto da mineração de outros metais nobres, especialmente Platina e Paládio.

2. NA DURABILIDADE E RESISTÊNCIA À CORROSÃO:

A prata pura (100) é relativamente macia e suscetível a arranhões e desgastes ao longo do tempo, por isso é necessário adicionar outros metais para poder comercializá-la em forma de Joia ou Semijoia. 

Ex: Prata 925 = 92,5% de Prata pura + 7,5% outros metais.

Já o Ródio puro é altamente resistente à corrosão e à oxidação, por esta razão tornou-se um revestimento de proteção para Joias e Semijoias.

6. Por que Ródio é bem mais caro que Prata?

1. Abundância na Natureza: A Prata é relativamente abundante na crosta terrestre e é encontrada em depósitos minerais de várias partes do mundo. Enquanto o Ródio é um metal extremamente raro, encontrado em quantidades significativamente menores, já que é um subproduto, frequentemente, da mineração de platina e paládio.

2. Custo de Extração e Produção: Devido à abundância da prata na natureza e à relativa facilidade do seu processamento, a extração e produção de prata tendem a ser menos custosas em comparação com o Ródio, que é um metal bem mais raro na crosta terrestre.

3. Propriedades Únicas do Ródio: O Ródio é altamente valorizado por suas propriedades únicas, como sua resistência excepcional à corrosão e sua capacidade de proporcionar um acabamento brilhante e durável

7. Qual a diferença entre Ouro 18k e Ouro 24k?

Ouro 24k é o ouro 100% puro, já o Ouro 18k consiste em 75% de ouro puro (24 quilates) misturado com outros metais, como prata, cobre, zinco ou paládio. 

A pureza do ouro é medida em quilates, em que cada quilate representa 1/24 de ouro puro. Portanto, ouro 18k contém 18 partes de ouro puro e 6 partes de outros metais, resultando em uma composição de 75% de ouro.

Essa mistura é feita para aumentar a durabilidade e a resistência do ouro, já que o ouro puro (24k) é relativamente macio para uso em joias, o que as torna mais propensas a amassar, arranhar ou deformar com o uso diário.

8. O que define uma Semijoia como Premium

Uma Semijoia é considerada premium com base em um conjunto de critérios que elevam sua qualidade e sua percepção de valor.

1. Qualidade dos Materiais:

Metais: Utilização de metais nobres como Prata 925, Ouro 18k/24k, Ródio etc.

Pedras: Uso de Zircônias de alta qualidade, como zircônias cúbicas de grau AAAA - AAAAA, que oferecem brilho e claridade comparáveis às pedras preciosas; assim como Pedras Fusion com aparência idêntica às gemas naturais.

2. Design e Acabamento:

Peças com designs exclusivos/autênticos, ou assinados por designers renomados. 

Estar alinhado com as últimas tendências da moda, mas com um toque de exclusividade e sofisticação. 

Um acabamento detalhado e polido, que eleva a percepção de qualidade da peça.

3. Tratamentos e Durabilidade

Banhos espessos de metais nobres (5 milésimos, no mínimo), e tratamentos adicionais para aumentar a durabilidade e resistência ao desgaste.

Usar materiais e processos que garantam que a peça seja Hipoalergênica e confortável.

4. Certificado de Garantia

Fornecimento de certificados de autenticidade para as pedras e materiais utilizados.

Crie seu site grátis!